Impinge – O que é, como tratar e principais sinais

Apesar de não ser considerada uma doença comum, atualmente a Impinge atinge muitas pessoas de diversas idades, normalmente mais atingidos em crianças e idosos, devido a má higienização e o excesso de transpiração.

A mesma disfunção causada por uma bactéria, que é chamada de Dermatofitose, que atinge principalmente crianças e idosos. Em crianças, normalmente atinge o couro cabeludo, podendo deixar pequenas falhas nos locais em que ocorrerem a erupção cutânea.

As demandas de medicamentos para Impinge vem aumentando cada vez mais no decorrer do aumento dos casos, tanto em farmácias de pequeno porte, quanto em grandes redes.

impinge um

No Brasil, são registrados cerca de 2 milhões de casos por ano, isso pode ser explicado com o fato dela se propagar com muita facilidade.

No decorrer deste artigo será possível evidenciar toda a informação necessária e de forma detalhada referente a essa doença em questão.

O que é

impinge doisEla é a micose causada por um fungo, que causa várias erupções cutâneas por toda a estatura corporal do ser humano. Seu nome científico é Tinea corporis.

Ela pode ser transmitida com o contato direto com o indivíduo infectada ou ao tocar em animais ou objetos infectados, e por ser altamente contagiosa, quem estiver infectado deve evitar contato com outros indivíduos, além de, durante esse período evite compartilhar objetos com ninguém.

Existem fungos no nosso organismo que não causam nenhum desconforto ou prejudicam alguma atividade do nosso organismo, eles se alimentam principalmente da queratina.

Atente-se!
Pessoas com baixa imunidade, ou locais quentes e úmidos são os mais propícios para fazer com que Impinge se propague. Caso haja a infecção de vírus, as regiões afetadas ficam vermelhas e coçam muito.

As tineas mais conhecidas e que ocorrem com mais freqüência são as dos pés, as frieiras e as do couro cabeludo.

Primeiros Sinais

Como as lesões provocadas pela impinge são visíveis e estranhas, normalmente quando o indivíduo a vê logo procura um médico ou, caso já tenha conhecimento sobre a doença, descobre logo que foi infectado ao mesmo.

impinge tres

impinge quatro

Normalmente as bolas que aparecem no corpo se parecem com bolhas vermelhas, que com o passar do tempo ficam amareladas até sumirem. Os sintomas que são mais mencionados por pacientes que tem ou já tiveram essa micose são:

  • lesões avermelhadas que com o tempo ficam amareladas;
  • erupções na pele;
  • muita coceira nas regiões que foram afetadas pela “bolha”;
  • pele começa a escamar;
  • quando atinge o couro cabeludo é comum queda de cabelo;
  • escurecimento da pele.

Se um dia ocorrer esses sintomas pelo seu corpo, consulte um médico para que ele siga todas as medidas corretas e para que o Impinge seja eliminado sem complicações maiores.

impinge cinco

Nunca tome medicamentos por conta própria, sempre procure um médico para que os resultados sejam satisfatórios e ajuda médica segura.

Causas

A impinge normalmente acontece quando a mesma já se encontra presente em nosso organismo, se proliferam e causam as causas da infecção. Isso normalmente ocorre em locais quentes e úmidos, porém, é comum pegar a infecção caso haja contato com pessoas, animais ou objetos que contenham a bactéria.

Tratamento

Geralmente, o médico, após avaliar o caso do paciente, indica pomadas antifúngicas que devem ser passadas após lavar e secar bem o local infectado, pois já sabemos que a mesma se prolifera em locais úmidos. Exemplos dessa pomada são:

  • Miconazol;
  • Clotrimazol;
  • Naftifina.

Normalmente o médico especialista indica o uso dessas pomadas 1 ou 2 vezes por dia, durante mais ou no mínimo 4 semanas, se ocorrer dos efeitos pararem no meio do tratamento, continue até o final para impedir que a infecção reapareça.

impinge seis

Dependendo da gravidade de cada caso, o médico indica o uso de algum medicamento na forma de comprimidos para ser utilizado em conjunto com a pomada durante no máximo 30 dias. Exemplos desses medicamentos são:

  • Fluconazol;
  • Cetoconazol;
  • Itraconazol.

importante!
Quando o tratamento é seguido a risca e utilizando somente medicamentos indicados por um médico especialista (dermatologista, pediatra ou clínico geral), o resultado é satisfatório e assim a disfunção é tratada e não mascarada.
impinge sete

É importante lembrar que não se deve levar em consideração os medicamentos utilizados por parentes ou amigos que já tiveram impinge, pois cada caso é cada caso.

Sempre consulte um médico, pois existem doenças mais graves com sinais parecidos e assim, o médico poderá dar o diagnóstico correto, além de tratar logo da infecção.

Mas atenção, vale ressaltar, que a procedência do medicamento é um fator importante antes do consumo, todos os medicamentos devem obter a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA), desta forma, é possível ter a total segurança sobre sua composição e procedência.

Os medicamentos citados acima, trata-se de medicamentos de alta qualidade no qual são aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA), no qual tem um índice elevado de recomendação médica e devem ser facilmente encontrados em qualquer farmácia desde as mais simples de pequeno porte até as grandes redes; devem ser encontrados nas unidades de saúde pública e ser retirados gratuitamente mediante à receita médica.

Atenção, assim como já mencionado, a automedicação não é um método indicado, a mesma causa sérios riscos para a saúde das pessoas, uma vez que é feita de maneira incorreta, portanto, é imprescritível a presença de um profissional médico antes e durante os tratamentos.

Métodos caseiros

Existem formais naturais para complementar o tratamento indicado por um médico, como exemplo existe a água de alho, que contém componentes que podem combater a mesma e entre outros métodos, como:

  • Pasta de repolho – O repolho trata-se de um alimento no qual alivia as coceiras. Basta amassar as folhas até que fique em consistência parecida com uma pasta, após isso, aplique a pasta sobre as lesões, deixe agir por algumas horas e posteriormente faça a higienização do local normalmente. Ipinge metodos
  • Sopa de alho – Assim como mencionado acima, o alho é considerado um bom aliado, pois trata-se de um antifúngico natural. Basta adicionar dois dentes de alho na água durante seis horas, após isso, use essa água para lavar as mãos ao menos duas vezes ao dia.
  • Limão – Como muitos sabem, o limão contém funções antibióticas. Basta espremer o limão sobre o local e deixar por alguns minutos até secar; vale lembrar, que o limão contém componentes que podem manchar a pele ao entrar em contato com o sol, portanto, é ideal que seja feito em local livre de exposição ao sol.

Prevenção

Como a infecção desenvolve por conta do aumento do número de fungos existentes no nosso organismo devido a certos descuidos na higiene, tanto ao contato com pessoa, animais ou objetos que contenham a bactéria, ela é muito fácil de ser desenvolvida e para que isso não aconteça, existem alguns fatores que ajudam, são eles:

  • evitem compartilhar objetos como toalhas e bonés com outras pessoas;
  • evite utilizar roupas justas, pois com o suor o físico fica úmido e quente, fatores fundamentais para o desenvolvimento da micose;
  • após tomar banho ou ir a piscina, se secar bem, principalmente as axilas, entre os dedos do pé e virilhas;
  • evite utilizar o mesmo sapato dois dias seguidos, principalmente se ele for apertado;
  • evite andar descalço em locais públicos como praias.
  • Lavar a mão com frequência
  • evitar o contato direto com pessoas contaminadas
  • lavar separadamente as roupas de cama utilizados pela pessoa infectada

Seguindo esses fatores de prevenção, as chances de pegar essa infecção e outras diminuem muito.